Em 1978, começaram a surgir os Bairros Jardim dona Leopoldina, COHAB, Costa e Silva e Parque Santa Fé. As pessoas que aqui chegavam, eram e continuam sendo, na sua maioria alemães, e italianos de origem interiorana. Todos trouxeram consigo o espírito de comunidade com suas festas e tradições. Aos poucos, começam a organizar-se em torno da igreja mais próxima, a Paróquia Nossa Senhora do Rosário de Fátima (atual Paróquia Estudantil - Santuário de Fátima).

Surge então o movimento das Capelinhas com a imagem de Nossa Senhora de casa em casa. Logo, iniciam-se também as missas que eram celebradas nas garagens dos moradores e em escolas. No Jardim Dona Leopoldina, a primeira celebração ocorreu no dia 20 de setembro de 1981 na escola Baltazar de Oliveira Garcia, daquele dia em diante as missas começaram a ser celebradas mensalmente.

Em 24/03/1985 surgiu um fato novo no Parque Santa Fé, foi inaugurado um anexo da Escola São Francisco e junto com a escola, foi inaugurada também a Capela São Cristóvão com a presença de Dom Cláudio Colling presidindo a celebração. A partir daquele domingo, a comunidade passou a ter missa todos os fins de semana.

A Consciência de Comunidade aumentava pouco a pouco. As comissões de representantes constituídas em cada comunidade começaram a preocupar-se com a compra de terrenos. Em 1983 foi adquirido o primeiro terreno no Jardim Dona Leopoldina e em 30 de setembro de 1985 foi inaugurado o salão Capela construído com costaneira de eucalipto.

Em 27/07/1987, na reunião do Conselho Paroquial, foram analisados diversos motivos para a criação de uma nova paróquia, toda desmembrada do Rosário de Fátima, A partir dessa análise e das considerações feitas, foi elaborado um "projeto de criação da Paróquia São Cristóvão - Parque Santa Fé".

A proposta era o desmembramento dos conjuntos habitacionais Jardim Leopoldina, Parque Santa Fé e COHAB Costa e Silva que somavam, na época, uma população de 49.000 habitantes.

A três comunidades que formariam a nova paróquia, já estavam bem organizadas, existindo em cada Capela uma razoável sede para os encontros e Celebrações Eucarísticas, bem como as promoções sociais, oferecendo dessa maneira seguro respaldo para as despesas normais de uma paróquia. Além disso já havia sido implantado o sistema do dízimo nas três comunidades. Sendo assim, foi solicitado ao Senhor Arcebispo Dom Cláudio, a criação  da nova paróquia, podendo ser instalada já a partir de 1988.

Antes ainda da instalação da paróquia, ocorreu no dia 12 de outubro de 1987 uma reunião do Conselho da então Capela São Cristóvão para fazer um estudo do novo nome da paróquia; sugestão do Padre Clemente: Santa Fé (São Cristóvão) Paróquia do Bom Pastor; Leopoldina (Santa Bárbara) Deus Pai e Cohab (Santa Rita) Divino Espírito Santo"... Houve na época intenção de trocar o nome do padroeiro, mas isto realmente não chegou a se concretizar.

Em 1° de janeiro de 1988 foi criada a Paróquia São Cristóvão da Arquidiocese de Porto Alegre.

A efetiva instalação da Paróquia aconteceu no dia 6  de março de 1988, domingo, às 10 horas, na Igreja São Cristóvão ( Matriz) quando realizou-se o solene ato de instalação da nova paróquia. O pároco já nomeado, Côn. José Clemente Weber, presidiu a celebração. Depois de abrir a fita simbólica à entrada da Igreja, acompanhado pelo Pe. José Luis Schädler, pároco da Paróquia de origem, Nossa Senhora do Rosário de Fátima, o presidente iniciou a Santa Missa. Depois das leituras bíblicas, os Coordenadores da Comunidade, casal Luiz Carlos Gerhardt e Nelly Justina Piccinini Gerhardt, leram ao povo que enchia a Igreja, o Decreto de criação da paróquia. A seguir o Pe. José Luis Schädler leu a provisão que nomeava o novo pároco. O casal Coordenador da Comunidade descerrou então a placa comemorativa do evento colocada na parede de entrada da Igreja, parte interna. (Livro tombo)

A nova sede

A chegada do Pe Neri Ortolan em novembro de 2003 foi um divisor de águas, pois foi a partir de sua chegada que a comunidade vislumbrou a possibilidade de ter sede própria. Durante 20 anos, as celebrações eram realizadas na igreja que pertence a escola.

Da ideia inicial à concretização do projeto de compra dos terrenos e construção da nova igreja, foi um “pulo”. Com seu dinamismo e espírito empreendedor, aliado a espiritualidade renovada, o Pe Neri  contagiou os paroquianos e motivou algumas lideranças a abraçarem a ideia. Em março de 2006 teve início a construção e em 17 de dezembro de 2006 a nova igreja foi inaugurada em uma celebração de Crisma, com a presença de Dom Dadeus Grings. Mas as obras não pararam por aí, e em janeiro de 2009 foi inaugurado o Centro de Evangelização ao lado da igreja.

 

Fazem parte da Paróquia São Cristóvão, quatro comunidades:

Matriz: São Cristóvão criada em 1º de janeiro de 1988.

Comunidade Santa Bárbara criada em  30.09.85

Comunidade Santa Rita de Cássia inaugurada oficialmente em maio de 2002, mas a comunidade existe desde 1986.

Nossa Senhora Aparecida inaugurada em abril de 2006.

BENFEITORES